Pesquisar neste Blog

PLUTÔNIO


Tem aparência de prata e adquire um aspecto amarelado quando oxidado. É quimicamente reativo. É atacado por ácidos como o clorídrico concentrado.
Apresenta seis variedades alotrópicas com diferentes estruturas cristalinas.
É um poderoso emissor de partículas alfa. Um pedaço grande pode aquecer o suficiente para ferver água.
É extremamente perigoso para a saúde. Só pode ser manuseado com equipamentos e proteções especiais. Precauções devem ser inclusive tomadas para evitar formação acidental de massa crítica.

História

O plutônio, cujo nome deriva do planeta Plutão, foi o segundo elemento transuraniano a ser descoberto; o isótopo Pu 238 foi produzido em 1940 por Seaborg, McMillan, Kennedy e Wahl, na Universidade da Califórnia - Berkeley, através do bombardeamento de urânio com deuterons, num ciclotron de 60 polegadas.
O mais importante dos seus isótopos é o Pu 239, produzido em grandes quantidades em reações nucleares a partir do urânio.
Em Agosto de 1942, B.B. Cunningham e L.B. Werner foram bem sucedidos ao isolarem cerca de uma micrograma de Pu 239, no Laboratório Metalúrgico da Universidade de Chicago. Este fato fez do plutônio, o primeiro elemento sintético a ser obtido em quantidades visíveis, tendo aqueles investigadores conseguido isolar uma amostra de 2,77 microgramas, em 10 de Setembro desse ano.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fontes: pt.wikipedia.com
nautilus.fis.uc.pt